Aldo Martin Sotero
Patrópolis / RJ

 

 

Faz tempo...

 

Quando se ama
tudo o que ficou pra trás
parece que faz tempo...

Um minuto depois que ela se vai
faz tempo...
faz tempo e [ que chato ] só em lembrar
lá vem a saudade abanando o rabinho...

A gente sabe que o tal amanhã virá no tempo certo
ah, mas faz tempo que estou esperando...

Faz tempo... tudo faz muito tempo quando se ama.
Só faz pouco tempo quando ela está com a gente
Mas aí a gente nem quer pensar no tempo.
Nem mesmo lembra que ele existe.

 

 

 
 
Poema publicado na Antologia de Poetas Brasileiros - vol. 162 - Julho de 2018