Alberto Magno Ribeiro Montes
Belo Horizonte / MG

 

 

ETs

 

 


         

               Num feliz encontro para o almoço, veio à tona o velho tema que tanto me fascina: os Óvnis, com seus ETs, onde procuro o sentido da vida e nunca  encontro. Mas a procura é infinita, como as galáxias e me acompanhará até o frio concreto do túmulo. Por que será que as pessoas sempre imaginam os ETs tão feios? E que quase sempre é ruim para a humanidade o que eles querem? Quase nunca imaginamos que eles possam vir em missão de paz.
               Por que será que as pessoas sempre os imaginam tão feios? Um tem a cabeça enorme ou os olhos imensos. Outros, as orelhas compridas. As partes de seus corpos são desproporcionais. Aquele de Varginha era horroroso! Apavorante! Sem falar daquele que foi abduzido pelos americanos.
               O homem não consegue imaginar nenhum ser mais bonito do que ele. Só consegue imaginar alguém mais inteligente. Nem mesmo consegue imaginar um ser fora da forma convencional –cabeça, tronco e membros. Julga-se a beleza máxima do universo!
               É difícil também para o homem imaginar que existam seres que possam ter intenções pacíficas. Pois ele mesmo destrói seu semelhante e seu frágil lar – a Terra, a quem deveria proteger com carinho, pois é seu único lar, por enquanto… Fomos feito para ela e ela para nós também. Lar que nos foi gentilmente oferecido pelo Criador.
               Tente olhar um ser humano sem a ideia preconcebida que temos de nós mesmos, como se você fosse um ET, e o achará horrível!
               É assim que eles nos veem…

 




Poema publicado ni livro"Contos Livres" - Edição Especial - Agosto de 2020

Visitei a Antologia on line da CBJE e estou recomendando a você.
Anote camarabrasileira.com.br/contosdeumtemposemfim-001.html e recomende aos amigos