Valdirene de Assunção Pereira
Santa Maria / RS





A "fake news" das melancias



      Seu Eduardo, tinha em torno de 78 anos, longa experiência em plantio de melancias, até comentavam na região que as melancias de suas plantações eram as melhores, mais doces e maiores. Por conta de todos esses fatos seu Eduardo percebeu que estavam entrando em sua lavoura e roubando suas melancias.
Ele começou a matutar sobre o que poderia fazer para afastar os larápios, afinal ele tinha muito trabalho desde o plantio até a colheita e queria usar a produção de suas melancias como complemento de sua renda, já que o pouco que recebia da aposentadoria não estava sendo suficiente para se manter com sua esposa e não queria depender dos filhos para viver.
Entre um pensando e outro surgiu uma ideia magnífica, ele resolveu pegar um pedaço de madeira e fazer uma placa. Por consequência desses pensamentos, começou a colocar seus planos em ação, cortou a madeira, lixou e pintou com letras bem legíveis, a seguinte frase na placa: "Tem uma melancia envenenada."
Ele espalhou pela vizinhança que havia envenenado uma melancia, e que somente ele sabia qual  era; então quem roubasse suas melancias estaria correndo o risco de roubar uma melancia envenenada e se por descuido alguém comesse tal melancia, poderia vir a óbito, pois o venenoso era letal.
Dessa maneira seu Eduardo ficou descansado sabendo que ninguém ia se atrever a roubar nenhuma de suas melancias e correr o risco de morrer envenenado. No entanto como em cada região sempre tem um gaiato, teve um vizinho que achou interessante a placa feita por seu Eduardo e resolveu deixar outra placa na mesma lavoura, em resposta a placa anterior de seu Eduardo. E o vizinho escreveu a seguinte frase, na nova placa:
"Agora têm duas melancias envenenadas." Pelo sim, pelo não, naquele ano ninguém mais comeu melancia daquela lavoura. Nem seu Eduardo.




Conto publicado no livro "Fato ou ficção?" - Contos selecionados
Edição Especial - Setembro de 2020

Visitei a Antologia on line da CBJE e estou recomendando a você.
Anote camarabrasileira.com.br/ff20-011.html e recomende aos amigos