Maria Ioneida de Lima Braga
Capanema / PA

 

 

Celebrar a vida

 

Minha vida, vida!
Vim ao mundo para celebrar.
Aprender novos sorrisos.
É do espelho de mim mesmo, que preciso.
Para a grandeza do meu espírito desabrochar.
Viver às vezes é recuar.
Deixar fluir que o tempo traça os caminhos.
Pois a vida é assim...
A chuva, o sol.
O dia, a noite o vento.
A eterna mutação do ser em movimento.
A vida é o palco que recita o papel da humanidade.
Viver é seguir a jornada dos sonhos.
Lembrar que o céu sempre se abre depois da tempestade.
Desfrutar as alegrias desse pulsar de sentimentos.
Valorizando a existência deixando um marco forte.
E respirar cada segundo como se fosse o último momento.
A vida é calmaria.
É o enredo na transparência da verdade.
Graças dou por essa vida.
Nela tenho felicidade.
Sou aprendiz e sigo assim...
Celebrando a alegria de viver.
E os dois lados de mim, todo dia se faz um.
E renova-se em cada amanhecer.

 

 

 

 

 

 
 
Poema publicado no livro "Grandes Nomes da Poesia Brasileira" - Junho de 2018