Núbia Cavalcanti dos Santos
Sanharó / PE

 

 

Seguindo em frente

 

 

Na calada da noite invernal
A saudade atormenta meu coração
Enquanto o vento parece soprar em espiral
Envolvendo-me como se fosse um manto frio
Aumentando ainda mais a solidão
Que o meu peito invadiu.

Sorrateiramente, caminho em silêncio
Buscando encontrar uma resposta
Ou, quem sabe, uma explicação
Mas, cada vez mais, sinto que me distancio
Perdendo a lucidez e a razão
Acreditando nas inverdades que me foram impostas.

Exaustivamente, tento encontrar uma saída
Porque sinto que não tenho mais forças
E, seguir em frente, já não é mais uma opção
Para quem já perdeu o último fio de esperança
Mas, eu sei, hei de encontrar a solução
E, mais uma vez, reconstruir a minha vida.

 

 

 
 
Poema publicado no Livro de Ouro da Poesia Brasileira - Edição 2018 - Agosto de 2018