José Vicente Neto
Pratápolis / MG

 

Para o filho que se foi

 

 

filhos naturais
são bênçãos
filhos que chegam
são dádivas
filhos que se vão
são cicatrizes na alma

como  um membro fraturado
que dói na mudança de lua,
aniversários ausentes,
também doem no coração

é preciso deixar ir...
o mundo e vasto...
os filhos não sabem o que sabemos
talvez nem saibam porque se vão

 

 

 

 




Poema publicado no livro "Novamente o amor"- Edição 2020 - Agosto de 2020

Visitei a Antologia on line da CBJE e estou recomendando a você.
Anote camarabrasileira.com.br/nova20-022.html e recomende os amigos